Domingo, 03 de Julho de 2022

Home Cinema Rooney Mara viverá Audrey Hepburn em filme biográfico

Compartilhe esta notícia:

A atriz Rooney Mara (“Carol”) vai estrelar o filme biográfico de uma das maiores estrelas da história do cinema, a icônica Audrey Hepburn. A produção está sendo desenvolvida para a Apple TV+ pelo cineasta Luca Guadagnino (“Me Chame Pelo Seu Nome”).

O filme conta com roteiro de Michael Mitnick (“O Doador de Memórias”), mas ainda não tem título definido nem maiores detalhes revelados. Isto é, não se sabe se terá abrangência geral ou se focará uma parte específica da vida da estrela, por exemplo.

Audrey Hepburn teve uma das carreiras mais impressionantes de Hollywood. Nascida na Bélgica, ela se destacou como modelo na Europa antes de virar sensação no cinema, vencendo o Oscar em seu primeiro papel de protagonista, em “A Princesa e o Plebeu” (1953). Ela foi indicada mais quatro vezes ao troféu da Academia e acabou recebendo um prêmio especial por seu trabalho beneficente, entregue postumamente.

Belíssima, marcou época por ditar moda, sendo a principal responsável pela popularização do visual “pretinho básico”, a roupa preta que fica bem sempre. Modelo favorita de Givenchy, sua elegância e vestidos de alta-costura tiveram impacto enorme na forma como as estrelas de cinema passaram a se relacionar com o mundo da moda, transformando o tapete vermelho das premières em passarelas de grifes.

Mas nem todo o glamour do mundo lhe deu fama de frívola. Ao contrário. Adorava papéis que a tirassem da zona de conforto. Muitos esquecem que a protagonista de “Bonequinha de Luxo” era uma prostituta. E que ela foi pioneira ao abordar a intolerância contra homossexuais na tela, ao estrelar “Infâmia” (1961), como uma professora acusada de ter um relacionamento lésbico com a colega vivida por Shirley MacLaine.

A partir dos anos 1970, Hepburn passou a se dividir entre o cinema e seu trabalho com a Unicef, onde também foi pioneira ao usar sua imagem de estrela em prol de uma causa humanitária, promovendo um fundo monetário que ajudava crianças em situação de extrema pobreza na África e na América Latina.

Ela também foi um das poucas estrelas a vencer os quatro prêmios principais da indústria do entretenimento dos EUA: Oscar (cinema), Emmy (TV), Tony (teatro) e Grammy (música).

O último filme da atriz foi “Além da Eternidade”, lançado em 1989, onde foi dirigida por Steven Spielberg.

Hepburn morreu em 1993, aos 63 anos, após uma breve batalha contra o câncer.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cinema

Ben Affleck diz que suas melhores cenas como Batman estão em The Flash
Momento hilário foi improvisado por Andrew Garfield em Homem-Aranha 3
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa