Domingo, 23 de Junho de 2024

Home Saúde Saúde do cérebro: os 40 e 50 anos podem ser a chave para manter a mente saudável; entenda

Compartilhe esta notícia:

O cérebro muda mais rapidamente em vários momentos de nossas vidas, como se o relógio da vida estivesse correndo mais rápido que o normal. A infância, a adolescência e a velhice são bons exemplos disso. A fase de envelhecimento do cérebro entre os 40 e os 50 anos, ou a “meia-idade”, momento em que as mudanças ocorrem muito rápido, pode prever a saúde da mente no futuro.

Um estudo de cientistas da Universidade Johns Hopkins e da Universidade do Mississippi analisou a presença de moléculas inflamatórias no sangue de adultos de meia-idade e foram capazes de prever mudanças cognitivas que poderiam se manifestar 20 anos depois.

Os pesquisadores defendem que a ciência se concentra na saúde na idade avançada, quando os efeitos do tempo são mais óbvios. Nessa altura, muitas vezes pode ser tarde demais para intervir. A meia-idade pode ser um período chave para detectar precocemente fatores de risco de declínio cognitivo, como a demência.

O conteúdo do sangue pode causar o envelhecimento do cérebro. Com o tempo, as células e órgãos deterioram-se lentamente e o sistema imunológico pode reagir a isso, iniciando o processo de inflamação. Moléculas inflamatórias podem chegar na corrente sanguínea, ao cérebro, interferir no funcionamento do órgão e possivelmente prejudicar a cognição.

Ao avaliar a memória de pessoas sobre acontecimentos quotidianos, o estudo afirma que a mudança ao longo do tempo parece ser especialmente rápida e instável durante a meia-idade. Isso sugere que o cérebro pode atravessar mudanças aceleradas, em vez de graduais, durante esse período. Descobriu-se que várias estruturas do cérebro mudam na meia-idade. O hipocampo, área crítica para a formação de novas memórias, é uma das estruturas do cérebro que muda durante esse período.

O exercício físico confere alguns benéficos ao cérebro em processo de envelhecimento, através de mensageiros transmitidos pelo sangue. Eles podem funcionar para se opor aos efeitos do tempo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Creatina e whey: como agem os dois suplementos mais consumidos por quem pratica esporte
Ministério da Saúde lança nova campanha de vacinação contra a covid com meta de alcançar 70 milhões de pessoas
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde