Quarta-feira, 18 de Maio de 2022

Home Brasil Tempo médio de duração dos casamentos cai para 13 anos no Brasil

Compartilhe esta notícia:

O tempo médio de duração de um casamento antes do divórcio caiu no Brasil de quase 16 anos (15,9) em 2010 para pouco mais de 13 anos (13,3) em 2020, mostram os dados das Estatísticas do Registro Civil – Divórcios 2020, divulgados nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Sul e Nordeste são as regiões do País em que os casamentos mais duram antes de chegar no seu fim. Em 2020, esses números eram de 14,7 anos e 14,2 anos, respectivamente. Por outro lado, o tempo médio de duração de um casamento antes do divórcio fica na faixa dos 12 anos nas demais regiões: 12,3 anos no Centro-Oeste, 12,4 anos no Norte e 12,9 anos no Sudeste.

“Apesar de serem regiões tão diferentes, o Sul e o Nordeste se assemelham em relação aos divórcios neste aspecto do tempo médio do casamento”, diz a gerente de Estatísticas do Registro Civil do IBGE, Klívia Brayner de OIiveira.

Na análise por Estados, o Acre foi aquele com o menor tempo de duração de um casamento antes do divórcio pelos dados referentes a 2020, de 9,2 anos. Foi a única entre as 27 unidades da federação com menos de dez anos de média. Por outro lado, o Rio Grande do Sul, na outra ponta do País, foi aquele com a maior média, de 16,1 anos.

Em 2020, quase metade (49,8%) dos divórcios realizados em 2020 foi entre pessoas que foram casadas por menos de dez anos. Em 2010, essa parcela era bem menor, de 37,4%. Na outra ponta, a participação dos casamentos com duração de 20 anos ou
mais no total de divórcios no País caiu de 36% em 2010 para 26,1% em 2020.

Na comparação entre 2010 e 2020, a idade média das mulheres no momento do divórcio avançou de 39,4 anos para 40,1 anos. O aumento também foi observado entre os homens, cuja idade média passou de 42,6 anos em 2010 para 43,1 anos em 2020.

Na análise por Estados, a maior idade média entre as mulheres foi observada no Rio Grande do Sul, de 42,6 anos em 2020. No caso dos homens, também foi o Rio Grande do Sul que registrou a maior idade média, de 45,7 anos.

Casamento infantil

A Comissão Externa de Combate à Violência Doméstica contra a Mulher, da Câmara dos Deputados, vai realizar uma audiência pública na próxima quarta-feira (23) para discutir a ocorrência de casamentos infantis no Brasil.

“De acordo com dados do estudo Perfil do Casamento Infantil e Uniões Precoces, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), 26% das mulheres brasileiras casaram-se ou foram viver com seus parceiros antes de completar 18 anos”, afirma a deputada Tabata Amaral (PSB-SP), que pediu a realização da audiência.

“Com esse número, o Brasil fica na 4ª posição no ranking mundial de países com maior ocorrência de casamento infantil”, lamenta a parlamentar.

Foram convidados para discutir o assunto, entre outros:

— as promotoras de Justiça do Ministério Público do Piauí, Flávia Gomes Cordeiro e Joselisse Nunes de Carvalho Costa;
— a gerente de programas da Plan International (ONG que defende os direitos das crianças e adolescentes com foco na promoção de igualdade de gênero), Creuziane Barros; e
— a representante do Banco Mundial Paula Tavares.

O debate poderá ser acompanhado ao vivo pelo portal e-Democracia. A reunião começa a partir das 10 horas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Brasileira que participou da invasão ao Capitólio é presa nos Estados Unidos
Variante Ômicron causa dor com frequência em três partes do corpo
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa