Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home em foco Variante Ômicron causa dor com frequência em três partes do corpo

Compartilhe esta notícia:

A variante Ômicron do coronavírus causa uma gama variada de sintomas, dor no corpo é um deles, mas existem duas regiões em que esses desconfortos são mais sentidos.

Pesquisadores que estão debruçados em estudos sobre a nova cepa observam que muitas pessoas infectadas se queixam de dores intensas nas pernas, lombar e garganta.

Em fóruns de discussão, como o Reddit, muitos usuários relataram principalmente dor nas pernas nos primeiros dias de sintomas.

Não está claro o que explica dores localizadas, porém, já existem estudos dizendo que essa variante parece causar mais mialgia [termo médico para dor muscular] do que as versões anteriores do vírus.

Uma explicação pode ser os processos inflamatórios que ela causa em vários tecidos.

A mialgia, de acordo com a Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins, descreve alguns sintomas, que incluem cãibras musculares e dores nas articulações.

Também se fala sobre que a Ômicron ataca o sistema musculoesquelético muito mais que do que acontecia com outras variantes.

Já a dor de garganta, não se assemelha a uma inflamação regular — como ocorre nas infecções da variante delta, por exemplo. Com a Ômicron, a garganta fica áspera, o que, muitas vezes, acaba causando rouquidão.

Outros sintomas da Ômicron para ficar de olho – O aplicativo de rastreamento de sintomas da covid-19, Zoe Covid, informou em um estudo que as pessoas diagnosticadas com a variante também se queixam de coriza, dor de cabeça, fadiga e espirros.

Primeiros sintomas – A variante Ômicron causa uma variedade de sintomas, como febre, indisposição e dor no corpo. Nem todo mundo sente da mesma forma, muitos sequer manifestam alguma coisa. Porém, o que tem chamado a atenção de médicos e pacientes são três sinais que costumam ser os primeiros indicativos da infecção pela variante do coronavírus.

De acordo com a pesquisadora Irene Peterson, professora de Epidemiologia em Saúde da University College London, entre os cerca de 20 sintomas causados pela Ômicron, a coriza e a dor de cabeça são os mais comuns.

A médica lembra que também podem ser sintomas de muitas outras infecções, mas também da covid, e orienta os pacientes que sofrem desses sintomas a não descartá-los como um resfriado comum e fazer o teste.

Além disso, garganta arranhando também é um forte indício da contaminação por Ômicron, o que não era relatado antes com outras variantes.

Esses sintomas são explicados porque a nova cepa afeta mais as vias respiratórias superiores (nariz, garganta e traqueia) do que o pulmão. A maior concentração de vírus fica nessa região. E é por isso que acontece a coriza. Essa é uma forma do organismo eliminar da cavidade nasal os micro-organismos que fazem mal, como vírus e bactérias.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Tempo médio de duração dos casamentos cai para 13 anos no Brasil
“Se a Rússia invadir a Ucrânia de novo, vamos impor sanções sem precedentes”, diz vice-presidente dos Estados Unidos
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa