Quinta-feira, 26 de Maio de 2022

Home Política Bolsonaro pede “compreensão” aos demais servidores para reajustar antes policiais rodoviários federais

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro pediu “compreensão” nesta segunda-feira (21) às demais categorias de servidores públicos para conceder reajuste a policiais rodoviários federais.

No final do ano passado, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento Federal com reserva de R$ 1,7 bilhão para reajuste a carreiras da PF (Polícia Federal), da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e do Depen (Departamento Penitenciário Nacional). A previsão de recomposição salarial para essas carreiras provocou reações entre as demais categorias de servidores federais, que passaram a também reivindicar reajuste e ameaçar paralisações. Fiscais da Receita Federal chegaram a entregar cargos de chefia em protesto.

Nesta segunda-feira (21), em solenidade no Palácio do Planalto para lançamento de programas de direitos humanos, Bolsonaro chamou para se posicionarem ao lado dele, enquanto discursava, os superintendentes da Polícia Rodoviária Federal nos Estados.

Depois de apresentar números de apreensões de drogas e veículos nas estradas nos últimos três anos, disse que todas as categorias merecem ser valorizadas, mas que os policiais rodoviários fazem parte do rol que o governo poderia “salvar na frente”.

“[A Polícia Rodoviária Federal] é uma instituição séria, como outras que nós temos no Brasil, mas que realmente faz um trabalho excepcional para nossa sociedade e nós temos que valorizar esses profissionais. Eu espero que a sociedade entenda que isso deva ser feito”, declarou.

Em seguida, sugeriu antecipar o reajuste a esse segmento de servidores com a “compreensão” das demais categorias.

“Quem nós pudermos salvar na frente, a gente salva. Espero a compreensão das demais categorias, dos demais servidores do Brasil. O que nós queremos é reconhecer o trabalho de todos, e a nossa PRF está incluída nesse rol que merece esse reconhecimento”, afirmou.

No último dia 11, em uma entrevista levada ao ar pela emissora oficial TV Brasil, Bolsonaro já havia dito que, se não houver “entendimento” das demais categorias de servidores públicos federais, o reajuste salarial prometido por ele para policiais federais, policiais rodoviários federais e agentes penitenciários ficaria para o ano que vem.

“Tem uma polêmica sobre que teríamos reservado – e é verdade – quase R$ 2 bilhões para conceder reposições à PF, à PRF e ao pessoal que trabalha no sistema penitenciário. Houve uma grita geral. Muitos servidores querem aumento também. Eu acho que todos merecem aumento, todos merecem realmente porque trabalham, mas a pandemia nos deixou numa situação sem recursos”, declarou na ocasião.

Em seguida, complementou dizendo que a concessão do reajuste dependerá de um “entendimento” das demais categorias do funcionalismo federal.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Vladimir Putin autoriza o envio de militares russos para “manter a paz” nas regiões separatistas da Ucrânia
Polícia Rodoviária Federal intercepta cargas de cigarro contrabandeado em três rodovias gaúchas
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Bom Dia