Segunda-feira, 22 de Abril de 2024

Home Brasil Calor, chuva e previsão de ciclone no Brasil; saiba como El Niño afeta o tempo em março

Compartilhe esta notícia:

As temperaturas devem permanecer elevadas em março. A expectativa é de que seja um mês predominantemente quente e abafado em diversas áreas do Brasil.

São esperadas três a quatro frentes frias passando pela costa do Sul e do Sudeste do País durante o mês, mas devem ser quase todas oceânicas, de acordo com projeção da empresa Climatempo. Neste domingo (03) uma nova frente fria está prevista para atingir o Sul do Brasil, trazendo consigo um ciclone extratropical.

Frente fria x onda de calor

“O ar frio de origem polar, que vem naturalmente com as frentes frias, não vai conseguir avançar pelo interior do Brasil para provocar queda de temperatura relevante”, reforça a empresa de meteorologia.

A chance de entrar algum ar frio de origem polar pelo interior da Região Sul e em parte do Sudeste será somente no fim do mês, trazendo um ar de outono, com noites ligeiramente frias.

“Não se pode descartar também a possibilidade de ondas de calor em áreas do Sul do País, principalmente no oeste do Paraná, em Mato Grosso do Sul, e no oeste de São Paulo ao longo do mês de março”, estima a Climatempo.

Chuva irregular no Sul do País

O mês de março deve trazer bastante calor na Região Sul, principalmente no Paraná e no interior de Santa Catarina. “A chuva tende a ser mais irregular no Paraná. Os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina podem ter pausas mais longas nas chuvas”, estima a Climatempo.

“São esperadas de três a quatro frentes frias passando pela costa da Região Sul durante o mês de março, mas em geral de forma oceânica, com pouca entrada de ar frio no interior da região. As frentes frias devem ser mais ativas e frequentes na segunda quinzena de março, estimulando mais chuva também no interior da Região Sul”, acrescenta a empresa de meteorologia.

Há risco para a ocorrência de ciclones em março?

“Ainda não tem indicativo de ciclones atípicos, mas por termos em março o maior aquecimento do Atlântico Sul, não dá pra descartar a formação de algum novo ciclone tropical/subtropical na costa do Sul ou do Sudeste”, alerta a Climatempo.

Por causa da passagem de frentes frias e possível formação de uma baixa pressão atmosférica intensa, que poderia se transformar em um ciclone, há um risco moderado para extremo de chuva no litoral do Paraná, de São Paulo e do Rio.

Neste domingo, uma nova frente fria está prevista para atingir o Sul do Brasil, trazendo consigo um ciclone extratropical.

“Esse fenômeno meteorológico promete mudar o tempo já nas regiões gaúchas no domingo e, ao longo da segunda-feira, levará mais instabilidades para os Estados de Santa Catarina e Paraná. Importante destacar que o ciclone não passa sobre qualquer Estado brasileiro”, afirma a Climatempo.

A empresa de meteorologia alerta ainda que a atenção deve ser redobrada para o litoral dos três Estados da região, onde os ventos serão mais intensos e persistentes. “Destaque para ondas com altura significativa no mar dos três Estados e ventos fortes também em alto mar”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Inter elabora estratégia para liberação imediata de Borré
Ataque israelense a campo de refugiados mata pelo menos 11, dizem autoridades de Gaza
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada