Sexta-feira, 01 de Março de 2024

Home Política Escolha de Lula para Secretaria-Geral frustra advogados que apoiaram petista

Compartilhe esta notícia:

A escolha do deputado federal e tesoureiro da campanha de Lula, Márcio Macêdo, para o comando da Secretaria-Geral da Presidência frustrou membros do Prerrogativas. O grupo de advogados que apoia Lula desde os tempos da Lava-Jato teve participação ativa na campanha e nos grupos de transição do novo governo.

A expectativa entre seus integrantes era de que o nome para o posto fosse o do advogado Marco Aurélio Carvalho, fundador do Prerrogativas e militante do PT desde a juventude.

“Nossa expectativa era o grupo ter um cargo do tamanho do Marco Aurélio, com status de ministério, como a Secretaria-Geral. Era natural que ele fosse ministro por todo trabalho que o Prerrogativas realiza e realizou e também pelo seu peso institucional”, disse à coluna o jurista Lenio Streck, que integra o movimento.

Desmotivação

Outro advogado que integra o Prerrogativas falou, sob condição de anonimato, que os membros do Prerrogativas se sentirão “desmotivados” após esse episódio e que “o esforço feito pelo grupo não está sendo reconhecido”.

“Marco Aurélio é uma pessoa única e com grande credibilidade para contribuir dentro e fora do governo. Espero que siga liderando o grupo que fez a diferença nos últimos anos conduzindo importantes debates como o da presunção de inocência e do devido processo legal, em contraponto à Lava-Jato”, afirmou a advogada Caroline Proner.

Percepção política

Apesar do sentimento de desprestígio que impera no grupo, com trocas de mensagens destacando que Carvalho seria o melhor nome para a Secretaria-Geral, membros do Prerrogativas pontuam as características de Márco.

“Existia uma expectativa grande de o Marco assumir esse ministério porque parecia ser o cargo mais adequado para ele, que tem percepção política ampla, fala bem com movimentos sociais e da sociedade civil. Mas sabemos que Márcio Macedo também tem um perfil excelente e participou ativamente da campanha. É uma pessoa que o Prerrogativas também tem muito respeito”, afirmou o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay.

Fabiano Silva dos Santos, um dos coordenadores do grupo, disse que Carvalho sempre afirmou que “preferiria defender o governo de fora”. “Até brincamos que ele será como o Zagallo, teremos de engoli-lo no Prerrogativas. O grupo foi importante e continuará a desempenhar seu papel na defesa do estado democrático de direito”, emendou.

O Prerrogativas capitaneou embates públicos contra a Lava-Jato e Sergio Moro no período em que Lula esteve preso, inclusive por meio da publicação de livros e realização de lives. O grupo também atuou na aproximação entre Lula e Geraldo Alckmin, que se tornou vice do petista, e na campanha, inclusive com a realização de jantares para arrecadar recursos.

Apoio a Lula

Procurado, Marco Aurélio Carvalho disse que “apoia todas as escolhas do presidente Lula” e que “sempre acreditou que pode ajudar tanto dentro quanto fora do governo”. “Não disputei espaço e estou preparado para defender esse governo que terá desafios grandes. Lula tem sido muito generoso com o grupo, e inclusive escolheu vários membros do Prerrogativas para posições estratégicas do governo. Posso e vou colaborar muito junto à sociedade civil”, disse o advogado. Carvalho atribui os elogios à “generosidade de amigos”.

Entre os nomes que integram o Prerrogativas e que devem compor o governo estão Jorge Messias, que será anunciado advogado-geral da União, Vinícius Carvalho, que será corregedor-geral da União, Laio Moraes, que será chefe de gabinete de Fernando Haddad na pasta da Fazenda, Marivaldo Pereira, que será Secretário de Acesso à Justiça de Flávio Dino, Augusto Arruda Botelho, anunciado como secretário de Justiça da mesma pasta, e as assessoras especiais do Ministério da Justiça Sheila de Carvalho e Estela Aranha.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Michelle Bolsonaro faz visita de inspeção em seu futuro local de trabalho
Ucrânia usa drones para render soldados russos: “é última chance de viverem”
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada