Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022

Home Mundo Na Indonésia, mulher acusada de adultério recebe 100 chibatadas. Já o homem é açoitado 15 vezes

Compartilhe esta notícia:

Nesta semana, uma cidadã de Indonésia foi açoitada 100 vezes na província de Aceh, em uma sentença por adultério. O homem com quem ela teria se relacionado negou as acusações e recebeu uma pena bem mais branda: 15 chicotadas.

A sessão pública foi registrada em vídeo e compartilhada nas redes sociais. As imagens mostram a mulher em cima de um tablado, colocada de frente para os espectadores. Vestida de branco e com a cabeça coberta, ela se mantém cabisbaixa enquanto recebe os golpes de chibata nas costas.

O chefe da divisão de investigação da promotoria local, Ivan Najjar Alavi, argumentou que ela recebeu uma punição mais dura porque confessou ter feito sexo fora do casamento. Já o homem envolvido, que era casado e chefe de uma agência de pesca, negou todos os delitos e recebeu punição mais branda.

“Durante o julgamento, ele não admitiu nada, negando todas as acusações. Assim, [os juízes] não foram capazes de provar se ele é culpado”, justificou Alavi aos repórteres.

Homem

No processo, os juízes consideraram o homem casado como culpado apenas por “mostrar afeto a uma parceira que não é sua esposa”. O homem e a mulher haviam sido flagrados por testemunhas enquanto faziam sexo em meio a uma plantação de óleo de palma em 2018.

Ele chegou a ser condenado a receber 30 chibatadas pela trangressão. No entanto, ingressou com recurso na suprema corte da sharia (a lei islâmica), em Aceh, e teve a sua sentença reduzida.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Dois anos após forjar a própria morte, fugitivo americano é encontrado na UTI para coronavírus de um hospital na Escócia
Cidades argentinas fervem com os “dias mais quentes da sua história” e a estiagem prolongada
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde