Segunda-feira, 27 de Maio de 2024

Home Saúde Nova cápsula para emagrecer: descubra por quem o medicamento pode ser usado

Compartilhe esta notícia:

Um novo tipo de balão gástrico foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser usado no Brasil. Indicado para pessoas com sobrepeso, obesas e superobesas, o produto é, na verdade, uma cápsula deglutível que cresce e preenche parte do estômago do paciente.

A maior vantagem da nova tecnologia em prol do emagrecimento, desenvolvida pela empresa francesa Allurion, é sua forma fácil e não invasiva de ser colocada no estômago. Basta o paciente ingerir a cápsula com a ajuda de água. Com o auxílio de um raio-x, o médico responsável pelo procedimento se certifica que o dispositivo está no local certo e, por meio de um cateter, enche a cápsula com silicone, para que ela possa ocupar um lugar no estômago e reduzir a quantidade de alimento ingerido pelo paciente, provomendo a perda de peso.

Os balões gástricos “tradicionais” são colocados no estômago por meio de uma endoscopia, feita sob anestesia. No caso da nova cápsula, a colocação e acionamento leva de 15 a 20 minutos para ocorrer, como paciente acordado e sem necessidade de sedação. Logo depois, o paciente está liberado para ir para casa.

De acordo com o gastroenterologista Felipe Matz, membro da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (Sobed) e diretor-médico da clínica ENDOdiagnostic, no Rio de Janeiro, dentre os possíveis efeitos colaterais do novo balão gástrico, pode haver desconforto abdominal nos primeiros três dias com náuseas, vômitos ou dor local, assim como nos outros balões “convencionais”.

“Temos um protocolo de conforto para o paciente, ministrando algumas medicações neste período. Assim que os sintomas passam, as medicações são retiradas por não haver mais necessidade”, disse o especialista, por e-mail.

Além da forma de colocação mais prática e eficiente, outro diferencial é a tecnologia disponível no pós procedimento, pois através de uma balança digital e smart watch, o médico consegue acompanhar a perda de peso do paciente em tempo real.

O produto não é indicado para gestantes e pessoas que já operaram o estômago.

Segundo a Allurion, o novo balão gástrico leva a uma perda média de 15% do peso corporal total, em um período de 16 semanas. Dados da empresa apontam que até 95% da perda média de peso pode ser mantida um ano após o procedimento.

Após as 16 semanas, a cápsula desinfla e sai pelas fezes.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Veja por que os bilionários da tecnologia estão perdendo dinheiro em 2023
Programa de Kelly Clarkson é acusado de ser um ambiente tóxico nos bastidores por funcionários
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News