Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Home Mundo Relatório da ONU afirma que o Talibã teria matado dezenas de ex-autoridades afegãs

Compartilhe esta notícia:

Um relatório da ONU (Organização das Nações Unidas) afirma que o Talibã e seus aliados teriam matado dezenas de ex-autoridades afegãs, membros das forças de segurança e pessoas que trabalharam com o contingente militar internacional desde a retirada das tropas lideradas pelos Estados Unidos do Afeganistão.

O documento, enviado pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, ao Conselho de Segurança da entidade mostra quadro de piora das condições de vida para os 39 milhões de afegãos após a tomada do poder pelo Talibã em agosto. “Todo um complexo social e econômico está sendo paralisado”, disse Guterres.

O relatório é o mais recente de uma série de alertas que o secretário-geral da ONU fez nos últimos meses sobre as crises humanitárias e econômicas que aceleraram depois que o Talibã tomou Cabul, as últimas tropas estrangeiras lideradas pelos EUA saíram e doadores internacionais cortaram a ajuda financeira.

Guterres recomendou que o conselho aprove a reestruturação da missão da ONU para lidar com a situação, incluindo a criação de nova unidade de monitoramento de direitos humanos. A missão da ONU “continua a receber denúncias críveis de assassinatos, desaparecimentos forçados e outras violações” contra ex-funcionários, membros das forças de segurança e pessoas que trabalharam para o contingente militar internacional liderado pelos EUA, apesar da anistia geral anunciada pelo Talibã, diz o relatório.

A ONU classificou como relatos confiáveis que mais de cem desses indivíduos foram mortos – mais de dois terços deles supostamente pelo Talibã ou seus afiliados – desde 15 de agosto.

Segundo o relatório da entidade, também há “denúncias críveis” de assassinatos extrajudiciais de pelo menos 50 pessoas suspeitas de pertencerem à filial local do grupo terrorista Estado Islâmico.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Sérgio Moro diz que, se for eleito, vai apresentar uma proposta para acabar com o foro privilegiado
Em Porto Alegre, Cartão Cidadão será entregue na sede da FGTAS até o fim de fevereiro
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde