Quarta-feira, 18 de Maio de 2022

Home em foco Saiba quem são os brasileiros que moram na Ucrânia

Compartilhe esta notícia:

Cerca de 500 brasileiros vivem na Ucrânia atualmente, segundo o embaixador do Brasil no país do leste europeu, Norton de Andrade Mello Rapesta. “A relação entre os dois países é muito estreita em vários setores, há vários brasileiros de origem ucraniana e de outros países, somos muito bem vindos aqui. Temos uma comunidade com cerca de 500 brasileiros vivendo na Ucrânia”, afirmou.

Rapesta informou que os brasileiros que vivem na Ucrânia atuam em várias profissões, como jogadores de futebol, profissionais de TI, diretores de grandes empresas e estudantes. Eles estão espalhados por diversas cidades, mas a capital Kiev tem a maior parte.

Entre os jogadores brasileiros que moram na Ucrânia, a maioria atua no clube Shakhtar Donetsk. Entre eles estão David Neres, Pedrinho, Júnior Moraes, Alan Patrick, Dodô, Vitão, Marlon Santos, Marcos Antônio, Tetê, Ismaily, Fernando, Maycon e Vinicius Tobias.

Segundo o embaixador, a situação está tranquila até o momento e a embaixada está acompanhando de perto os atuais acontecimentos.

Na sexta-feira (11), a embaixada do Brasil em Kiev disse que os cidadãos brasileiros na Ucrânia devem manter-se em alerta em meio ao aumento da tensão na região. A representação diplomática afirmou em um comunicado que acompanha a situação de perto mas não recomenda a retirada dos brasileiros que moram no país.

“Os cidadãos brasileiros devem manter-se alertas e sempre atualizados”, disse a embaixada. “Não há recomendação de segurança contrária à permanência na Ucrânia”.

Calma

O governo ucraniano pediu neste sábado aos cidadãos que fiquem calmos e unidos, dizendo que as Forças Armadas estão prontas para repelir qualquer ataque ao país em meio à preocupação de uma invasão da Rússia a qualquer momento.

“Agora é fundamental permanecer calmo e unido dentro do país e evitar ações que prejudiquem a estabilidade e semeiem pânico”, disse o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.

“As Forças Armadas da Ucrânia estão constantemente monitorando os desenvolvimentos e estão prontas para repelir qualquer invasão à integridade territorial e soberania da Ucrânia”, acrescentou.

A Rússia reuniu mais de 100 mil soldados perto de sua fronteira com a Ucrânia, e os Estados Unidos disseram na sexta-feira que uma invasão poderia ocorrer a qualquer momento.

Moscou nega planos de invasão, dizendo que está defendendo seus próprios interesses de segurança contra agressões de aliados da Otan.

Joe Biden disse que os militares dos EUA não entrarão em guerra na Ucrânia, mas prometeu severas sanções econômicas contra Moscou, em conjunto com aliados internacionais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Decisão judicial brasileira adia sentença de ator argentino acusado de estupro e revolta vítima
Estados Unidos dizem à Rússia que ataque contra a Ucrânia teria resposta severa
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa