Sexta-feira, 17 de Maio de 2024

Home Saúde Vitamina B12 atenua infecção causada pela covid

Compartilhe esta notícia:

A vitamina B12 pode ser um complemento terapêutico para pacientes com casos moderados e graves de covid. É o que aponta um novo estudo feito pela Fiocruz Minas. Pesquisadores da instituição constataram que a vitamina B12 regula processos inflamatórios que, durante a infecção pelo coronavírus, encontram-se desregulados e levam ao agravamento da infecção.

A pesquisa comparou amostras de sangue de pacientes hospitalizados com as formas grave e moderada da doença com amostras de sangue de pessoas saudáveis sem covid. Foram analisadas a expressão de todos os genes dos leucócitos, células de defesa do corpo, de ambos os grupos.

As análises mostraram que os pacientes com covid tinham expressão alterada de muitos genes, embora estivessem em tratamento com corticoides há cerca de 11 dias.

Com a introdução da vitamina B12 nas amostras de sangue, a expressão dos genes inflamatórios e de resposta antiviral dos pacientes se aproximou à dos indivíduos saudáveis, mostrando a eficácia da vitamina para o controle da inflamação.

A capacidade anti-inflamatória da B12 é conhecida e validade pelos cientistas. Por atuar de diversas formas e ter um potencial no controle da inflamação exacerbada na covid, ela foi escolhida para ser testada no estudo conduzido pela Fiocruz Minas.

“O grande diferencial desse nosso estudo foi mostrar pela primeira vez que um fármaco, no caso a vitamina B12, é capaz de controlar esse processo inflamatório exacerbado na formas moderada e grave da covid pelo mecanismo de controle da expressão dos genes inflamatórios”, explica o biólogo Roney Coimbra, pesquisador da Fiocruz Minas e coordenador do estudo.

A vitamina B12 provoca um grande aumento de um composto químico chamado metil nos genes responsáveis pela resposta inflamatória em casos de infecção pelo coronavírus. Com a hipermetilação dos genes, as respostas inflamatórias são bloqueadas, evitando o agravamento da doença.

“Como bom mineiro que sou, gosto de usar o trem como exemplo. É como se tivéssemos um trilho e colocássemos muitos obstáculos nele para impedir a passagem do trem. No nosso caso, a linha férrea seria o gene, os obstáculos seriam o metil, e o trem seria a máquina enzimática que nossa célula usa para fazer a leitura do DNA. Ou seja, quanto mais metil nos genes, menos a máquina enzimática consegue expressar os genes inflamatórios e, com isso, é possível controlar a inflamação”, detalha o pesquisador.

Estudos anteriores haviam demonstrado que a covid afeta a metilação dos genes inflamatórios dos leucócitos. Esta pesquisa da Fiocruz Minas mostra, de forma pioneira, que é possível atuar na regulação desse processo por meio da vitamina B12.

Para verificar a segurança da B12, a equipe da pesquisa introduziu o tratamento com a vitamina nas amostras de indivíduos saudáveis e constatou que não houve nenhuma alteração nos níveis de expressão dos genes avaliados. Isso mostra a segurança do tratamento, ao atestar a não toxidade da vitamina, e comprova a eficiência da B12 especificamente para a regulação dos genes com expressão alterada na covid.

Coimbra pondera, no entanto, que é preciso fazer testes clínicos — ou seja, em pacientes com infecções moderadas ou graves de covid — para comprovar a eficácia da B12 na regulação do processo inflamatório da doença. Até agora, o trabalho foi realizado no nível laboratorial.

Caso seja comprovada a ação benéfica da B12 contra a covid, o composto poderá fazer parte do arsenal de tratamento contra o coronavírus em suas formas graves e moderadas. Por enquanto, não há evidências científicas que a vitamina ajudaria a prevenir a doença ou seus casos graves. Por isso, o uso para esse fim não é recomendado. A dosagem utilizada no estudo é pequena, mas não é alcançada por meio da alimentação, destaca Coimbra.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Organização Mundial da Saúde pede sugestões para definir novo nome para a varíola dos macacos
Propagandas de criptoativos estreladas por Matt Damon e Tom Brady desaparecem do horário nobre da TV americana
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News