Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home Brasil Ministro usou voo da Força Aérea para ir ao aniversário da mulher

Compartilhe esta notícia:

Márcio Macêdo, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, usou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para ir de Belém (PA) a Santarém (PA) comemorar o aniversário da mulher.

Macêdo alegou que voava “a serviço”. A viagem dele, em um voo comercial, poderia custar até R$ 3,5 mil. Já o mesmo trecho em aeronave particular pode alcançar até R$ 70 mil.

A aeronave com 21 passageiros partiu na noite de sexta-feira (4), com destino a Brasília. Antes, tomou o caminho a oeste para o ministro desembarcar na cidade onde ele passaria o fim de semana sem agendas públicas.

O petista foi o único beneficiado com a “escala”. Todos os demais passageiros seguiam viagem de volta para a capital federal. O avião saiu de Belém às 22h50 de sexta-feira e desceu em Santarém à meia-noite de sábado (5).

Com a parada para o desembarque de Macêdo na cidade do oeste paraense, o voo aterrissou na capital federal às 2h55.

Entre os passageiros que tiveram de fazer a nova rota para atender apenas o petista estavam o ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, uma equipe do ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e assessores do próprio ministro beneficiado.

Ele participou do primeiro dia do fórum Diálogos Amazônicos na sexta-feira, em Belém. Macêdo chegou à capital do Pará pela manhã, com um grupo de ministros, e viajou à noite para Santarém, onde estava sua mulher, a procuradora-chefe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Karina Marx Macêdo.

No domingo, ela completou 49 anos. Ela já estava em Santarém e não viajou com ele na aeronave oficial.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, também estavam em Santarém. A aniversariante e Janja são muito próximas. Lula não teve agenda oficial no sábado nem no domingo e repousou no distrito de Alter do Chão, destino turístico a cerca de 35 km do centro de Santarém.

Utilização de aeronave

O uso de avião da FAB é regulamentado por decreto presidencial. O texto prevê uma ordem de prioridade. Primeiro, em casos de emergências médicas. Em seguida, quando há razões de segurança. Depois, viagens a serviço, ou seja, a trabalho.

As agendas oficiais do ministro só foram retomadas na segunda-feira (7), em Santarém. Macêdo visitou um navio-hospital que oferece atendimento clínico e odontológico a comunidades ribeirinhas da região do Tapajós. Lula, Janja e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, também estiveram no local.

“Também conheci de perto o trabalho em telemedicina do Ministério da Saúde, levando consulta de especialistas por meio da tecnologia sem (que) pacientes tenham que se deslocar até os consultórios”, escreveu o ministro.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Home Brasil Ministro usou voo da Força Aérea para ir ao aniversário da mulher

Compartilhe esta notícia:

Márcio Macêdo, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, usou um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para ir de Belém (PA) a Santarém (PA) comemorar o aniversário da mulher.

Macêdo alegou que voava “a serviço”. A viagem dele, em um voo comercial, poderia custar até R$ 3,5 mil. Já o mesmo trecho em aeronave particular pode alcançar até R$ 70 mil.

A aeronave com 21 passageiros partiu na noite de sexta-feira (4), com destino a Brasília. Antes, tomou o caminho a oeste para o ministro desembarcar na cidade onde ele passaria o fim de semana sem agendas públicas.

O petista foi o único beneficiado com a “escala”. Todos os demais passageiros seguiam viagem de volta para a capital federal. O avião saiu de Belém às 22h50 de sexta-feira e desceu em Santarém à meia-noite de sábado (5).

Com a parada para o desembarque de Macêdo na cidade do oeste paraense, o voo aterrissou na capital federal às 2h55.

Entre os passageiros que tiveram de fazer a nova rota para atender apenas o petista estavam o ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, uma equipe do ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e assessores do próprio ministro beneficiado.

Ele participou do primeiro dia do fórum Diálogos Amazônicos na sexta-feira, em Belém. Macêdo chegou à capital do Pará pela manhã, com um grupo de ministros, e viajou à noite para Santarém, onde estava sua mulher, a procuradora-chefe do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Karina Marx Macêdo.

No domingo, ela completou 49 anos. Ela já estava em Santarém e não viajou com ele na aeronave oficial.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, também estavam em Santarém. A aniversariante e Janja são muito próximas. Lula não teve agenda oficial no sábado nem no domingo e repousou no distrito de Alter do Chão, destino turístico a cerca de 35 km do centro de Santarém.

Utilização de aeronave

O uso de avião da FAB é regulamentado por decreto presidencial. O texto prevê uma ordem de prioridade. Primeiro, em casos de emergências médicas. Em seguida, quando há razões de segurança. Depois, viagens a serviço, ou seja, a trabalho.

As agendas oficiais do ministro só foram retomadas na segunda-feira (7), em Santarém. Macêdo visitou um navio-hospital que oferece atendimento clínico e odontológico a comunidades ribeirinhas da região do Tapajós. Lula, Janja e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, também estiveram no local.

“Também conheci de perto o trabalho em telemedicina do Ministério da Saúde, levando consulta de especialistas por meio da tecnologia sem (que) pacientes tenham que se deslocar até os consultórios”, escreveu o ministro.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Governo diz que quer recuperar empreiteiras “quebradas” na Lava Jato
Réu é condenado a 329 anos de prisão por mortes em creche de Santa Catarina
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada