Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024

Home Política Sérgio Moro recebe convite e deve ingressar na bancada ruralista

Compartilhe esta notícia:

Senador eleito pelo Paraná, o ex-juiz Sérgio Moro (União-PR) confirmou que recebeu um convite e deve aderir à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) assim que for diplomado no cargo, a partir de fevereiro do ano que vem.

Em Brasília, Moro contou que visitou a sede da instituição junto da deputada Rosângela Moro (União-PR), que também deve fazer parte da bancada do agro.

“É um tema importante para o Paraná, então fomos convidados, estivemos lá e futuramente devemos ingressar na Frente Parlamentar da Agricultura”, disse. “São pautas importantes para o Paraná e eu tenho um compromisso forte com o agronegócio, que é um motor importante da economia”, complementou.

Com isso, a ideia de Moro é não ficar restrito a questões criminais ou relativas ao Judiciário. “Um senador tem uma gama de assuntos para se envolver. Claro que justiça será um ponto importante dado o meu histórico, mas não vou ver senador de uma nota só”, explicou.

Irregularidades

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) abriu prazo para que o senador eleito Sérgio Moro e seus suplentes, Luis Felipe Cunha e Ricardo Augusto Guerra, todos do União Brasil, prestem esclarecimentos sobre os gastos de campanha considerados irregulares pelo órgão.

Entre as inconsistências apontadas pelo TRE-PR, estão o descumprimento quanto à entrega dos relatórios financeiros de campanha dentro do prazo, o recebimento de recursos de origem não identificada, a omissão de receitas e gastos eleitorais, doações não incluídas da prestação parcial de contas, além de doações recebidas após as eleições.

O prazo para a prestação de contas das candidaturas parlamentares e das encerradas em primeiro turno se encerrou no último dia 1º de novembro e foi cumprido pela chapa de Moro. No entanto, as inconsistências verificadas na documentação obrigam a candidatura a retificar o processo.

Conforme a assessoria do ex-juiz, toda a documentação será juntada ao processo dentro do prazo estipulado pela Justiça Eleitoral. “O TRE apresentou um relatório padrão de prestação de contas, o que é natural neste período, e a equipe jurídica já está em contato com a contabilidade da campanha. Existe um prazo de três dias para responder, data em que serão apresentados os documentos solicitados”, informou Moro, por meio de nota.

O ex-juiz concorreu pela primeira vez a um cargo eletivo nas eleições deste ano. Depois de se apresentar como pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, Moro migrou para o União Brasil e se lançou candidato ao Senado pelo Paraná, saindo-se vitorioso nas urnas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

CadÚnico: prazo para atualização cadastral termina nesta sexta
Veja quantos ministros Lula indicará para o Supremo no terceiro mandato
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa