Terça-feira, 30 de Novembro de 2021

Home Tecnologia Com o valor do iPhone 13, dá para comprar carro usado e se hospedar em castelo na Escócia; confira

Compartilhe esta notícia:

Prefere um carro usado ou um celular? É possível comprar até um carro usado com o mesmo valor do iPhone 13, que começou a ser vendido neste sexta-feira (15), no Brasil. O preço do aparelho é de 15.500, preço de venda de um Citroën C3, 1.4, manual de 2007/2008, no Webmotors, site de venda de veículos novos, seminovos e usados. Se preferir viajar, há diversas opções.

No site 123 Milhas, de pesquisas de passagens aéreas, há bilhete São Paulo-Nova York-São Paulo por cerca de R$ 10.000. Se quiser o conforto da classe executiva, pode pagar cerca de R$ 15.600 viajar para Miami.

Em Nova York, é possível inclusive se hospedar em hotel de luxo e se sentir um presidenciável.

No Intercontinental Barclay, local escolhido por Jair Bolsonaro em recente viagem aos EUA e que hospeda o presidente americano Bill Clinton, estrelas de cinema como Marlon Brando e o renomado escritor Ernest Hemingway, a diária vai de R$ 6 mil a R$ 10 mil.

Dá para escolher o quartinho mais barato e passar duas noites. Mas, se preferir ficar no Brasil, pode pagar por até uma semana na pousada exclusiva de Bruno Gagliasso, com apenas 12 quartos, em Fernando de Noronha.

Também é possível ficar hospedado em um castelo. Pode ser na Toscana, no famoso Vale do Loire ou numa construção medieval nas terras altas britânicas. O Castelo Dairsie, localizado em Dairsie, em Fife, na Escócia, acomoda até 14 pessoas e tem diária de cerca de R$ 5.600.

Dairsie foi o local do refúgio de parlamentares escoceses e dos reis fugitivos Jaime VI e Jaime I nos século XV e XVI.

Se a preferência for por joias, ficou fácil. Opções não faltam. Em lojas mais baratas mas também em grifes como a Cartier. No site da marca francesa, um brinco de ouro branco, amarelo e rosa, tudo 18K e com dois diamantes sai por R$ 14.700.

Com a mesma quantia do novo IPhone dá para comprar diversos modelos de TVs de LED, “Ultra-High-Definition”, aparelhos que contam com quatro vezes mais pixels (pontos da tela) do que os aparelhos Full HD. Os valores dependem, entre outros itens, do tamanho da tela. Há aparelhos “baratos” por R$ 3mil.

Cinco tributos

Lisa Worcman, sócia do escritório de advocacia Mattos Filho e especialista em Direito Tributário e Tecnologia, disse que o preço do aparelho assusta, “sobretudo nos tempos atuais”.

Ela explica que o valor alto se deve, principalmente, à questão cambial e também em função dos impostos para importação.

“Neste caso, não se pode desconsiderar a desvalorização da moeda brasileira. Mas, além disso, quando se fala em importação, estamos falando também da carga tributária, resultado de um movimento protecionista. E cinco tributos diferentes, para este produto, é obvio que impactará o preço final. O valor assusta a todos os brasileiros, não tem como ser diferente”, disse a especialista.

No caso da importação do telefone, ela explica que incidem cinco impostos: o imposto de importação, IPI (imposto sobre produtos industrializados), PIS e Confis-Importação e ICMS. Este, por sua vez, varia de acordo com o estado.

Ela explica ainda que o IPI também incide sobre produtos nacionais mas existem algumas isenções como no caso de produtos fabricados na Zona Franca de Manaus.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Bandeira vermelha no Twitter: entenda o que isso quer dizer
iPhone 13 chega ao Brasil com mais memória e bateria; saiba os preços
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News