Quarta-feira, 18 de Maio de 2022

Home Brasil Lote de vacinas infantis da Pfizer deve chegar ao Brasil na madrugada da próxima quinta-feira

Compartilhe esta notícia:

As primeiras vacinas contra o coronavírus para crianças devem desembarcar no Brasil, em um voo da Latam, que deixará Amsterdã com destino ao aeroporto de Viracopos, em São Paulo. A previsão de chegada é às 3h40 da madrugada, da próxima quinta-feira (13).

A primeira leva é composta por 1,248 milhão de doses pediátricas da Pfizer.

Fontes do Ministério da Saúde afirmaram que a pasta já traçou uma estratégia para acelerar a distribuição dos imunizantes. A ideia é enviar as doses para Estados e municípios em paralelo à liberação do Instituto Nacional de Controle da Qualidade em Saúde (INCQS), que checa o número dos lotes para confirmar que estão em conformidade com o pedido.

Vacinação de crianças – Desde que a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 foi autorizada, em dezembro, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), há debates sobre a obrigatoriedade dos pais em levar os pequenos para se imunizarem contra o coronavírus.

O Ministério da Saúde já afirmou que não irá exigir receita médica para vacinar crianças dessa faixa etária contra o coronavírus. As primeiras 3,7 milhões de doses pediátricas devem chegar ao País neste mês, conforme a pasta. Ou seja, a vacinação dessas crianças deve começar ainda em janeiro.

Na visão da advogada e vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM) Secção Ceará, Melissa Ourives, em casos nos quais há divergência sobre a vacinação de uma criança, a Justiça pode ser questionada a dar uma resposta. Segundo ela, cada juiz irá analisar cada situação, mas pode ser determinada a vacinação compulsória, aplicação de multa e até perda da guarda.

A advogada lembra que a Constituição Federal de 1988 determina que é dever da família, assim como do Estado e da sociedade, assegurar à criança o direito à vida e à saúde. É a partir deste artigo que foi criado o Estatuto da Criança e do Adolescente, dois anos depois. Nele, há especificações mais claras sobre o dever dos pais na vacinação dos filhos.

Reforço para o Ceará

Um lote com 317.070 doses de vacinas contra a covid da Pfizer/BioNTech chegou ao Ceará na sexta-feira (7). A remessa vai ser utilizada para aplicação das doses de reforço no estado, conforme o governador Camilo Santana.

O lote foi enviado por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), de responsabilidade do Governo Federal. Os imunizantes serão distribuídos aos 184 municípios pelo Governo do Ceará e servirão para dose de reforço.” A vacinação é importantíssima para a proteção diante do aumento de casos de síndrome respiratória. Pessoas imunizadas estão mais protegidas e, mesmo se pegarem a doença, correm menos risco de agravamento e internação”, publicou o governador nas redes sociais.

Mais de 15 milhões de doses já haviam sido aplicadas no processo de imunização da população, entre D1, D2, dose única e reforço. Essas vacinas foram aplicadas em pessoas acima de 12 anos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Começou o ano: é hora de voltar a se exercitar
Estados Unidos anunciam doação de 750 mil reais às famílias afetadas pelas chuvas na Bahia
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa